Estacas Hélice Contínua Monitoradas

Estacas Hélice Contínua Monitoradas são um tipo de fundação escavada de concreto que se constituem de três principais etapas: perfuração, concretagem e armação. As Estacas Hélice Contínua Monitoradas são moldadas in loco, no qual a estaca é escavada até o seu fim em um processo contínuo, usando um trado em formato de hélice espiral. Enquanto o trado é penetrado no terreno, as espirais do trado são preenchidas com este solo, o que fornece suporte lateral e estabilidade do furo.


Na fundação escavada de Estacas Hélice Contínua Monitoradas, ao mesmo tempo em que o trado é retirado do furo, o concreto fluido é bombeado pelo tubo central do trado, até sua base. O concreto fluido é injetado de forma continua enquanto o trado é removido, de maneira em que o furo nunca é deixado aberto, ou sem suporte. Após o completo preenchimento da estaca, a armadura é então colocada, com concreto ainda fluido.


A utilização de Estacas Hélice Contínua Monitoradas surgiu na década de 1950 nos Estados Unidos e foi usada no Brasil pela primeira vez no fim da década de 1980. A execução das Estacas Hélice Contínua Monitoradas pode ser feita em terrenos coesivos ou arenosos, na presença ou não do lençol freático e atravessa camadas de solos resistentes.


A modalidade de fundação de Estacas Hélice Contínua Monitoradas não gera vibrações e ruídos excessivos, além de proporcionar baixo custo e alta produtividade, por isso é bastante utilizada em construções urbanas. A SETE Engenharia possui equipamentos modernos, com alta tecnologia, equipe de operadores treinados e competentes para executar Estacas Hélice Contínua Monitoradas de até 24 metros de profundidade.


Maiores informações sobre Estacas Hélice Contínua Monitoradas aqui: http://sete.eng.br/estacas-helice-continua-monitoradas-1024-servico-10880


Entre em contato e faça seu orçamento: http://sete.eng.br/contato